19/02/2016 às 08h19min - Atualizada em 19/02/2016 às 08h19min

SC encerrou 2015 com 5,5 mil lojas a menos, aponta Fecomércio

Em 2015, o comércio de Santa Catarina teve o pior desempenho em 15 anos, afirmou a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio). Segundo a entidade, a queda na renda da população e a restrição ao crédito contribuiram para a situação.

Uma das consequência desse cenário foi o fechamento de 5.597 lojas. O número representa a diferença entre comércios que abriram e fecharam ao longo do ano.

Esse dado também indica uma retração de 13,8% em estabelecimentos comerciais que empregam ao menos um funcionário.

O setor mais prejudicado foi do varejo ampliado, que inclui setor automotivo e de materiais de construção. Eles tiveram um recuo de 10,1% no ano passado, maior do que a média nacional de 8,6%.

O volume de vendas do varejo restrito encolheu 3,1% na comparação com o ano anterior. Foi a queda mais acentuada desde 2001, início da série histórica da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE.

“A alta da inflação derrubou a confiança do consumidor. O acesso ao crédito, que tradicionalmente é a válvula de escape do brasileiro, encareceu a tal ponto que comprometeu a capacidade de consumo, especialmente nos segmentos mais dependentes das compras a prazo”, afirmou o presidente da Fecomércio catarinense, Bruno Breithaupt.

O segmento de hipermercados, supermercados e mercearias, que costuma apresentar pouca variação nas vendas, teve queda de 4,7% em 2015, o que indica que o corte de gastos chegou à mesa do consumidor.

O setor de medicamentos foi o único a ter resultado positivo, com alta de 4,9% nas vendas no estado.

Fonte: G1


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »