28/01/2016 às 09h35min - Atualizada em 28/01/2016 às 09h35min

300 demitidos da Malwee em Blumenau serão indenizados

Os 300 trabalhadores dispensados da Malwee de Blumenau na quinta-feira (21) serão indenizados com 3,5 salários líquidos, após a demissão em massa, sem aviso prévio. Confome a assessoria da Malwee, o valor é fruto de um acordo.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores Têxteis de Blumenau, Gaspar e Indaial (Sintrafite), este valor serve como indenização por danos morais, mas o Ministério Público do Trabalho diz que a indenização é resultado de acordo.

A presidente do sindicato, Vivian Kreutzseld, diz que o pagamento será feito em três parcelas. Os ex-funcionários receberão um salário em março, outro em abril e 1,5 salário em maio, sempre no quinto dia útil do mês.

Rescisões nesta quinta
“O valor das rescisões, compreendendo fundo de garantia, 13º, aviso prévio, licença maternidade e outros direitos trabalhistas serão depositados nesta quinta-feira (28)”, esclareceu a presidente.

De acordo com a Malwee, a demissão em massa é reflexo da crise econômica que afeta o setor têxtil e levou ao fechamento da unidade na quinta. Os trabalhadores retornavam das férias coletivas quando foram informados da decisão.

A produção da fábrica será absorvida por outras unidades da empresa de Jaraguá do Sul. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores Têxteis de Blumenau, Gaspar e Indaial, o Sintrafite, quase 70% dos demitidos moram em Gaspar.

Fonte: g1


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »