04/09/2021 às 11h50min - Atualizada em 04/09/2021 às 11h50min

Duplo feminicídio em Três Barras: mãe que lutou para salvar filha morre

O crime brutal que chocou o Planalto Norte de Santa Catarina agora se configura um duplo feminicídio de mãe e filha e homicídio. Isto porque Sônia Corrêa, que lutou para salvar a filha Thaís Corrêa Lemes, não resistiu e morreu na manhã desta sexta-feira (3) no hospital.

Sônia estava internada na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Santa Cruz, de Canoinhas, desde o último dia 25 de agosto, quando foi esfaqueada na barriga pelo ex-genro Carlos Alberto Becker Ribeiro, de 32 anos.
A tragédia ocorreu na tarde de quarta-feira, dia 25, no município de Três Barras, também no Planalto Norte do Estado.

Thaís Corrêa Lemes, de 23 anos, filha de Sônia, foi assassinada pelo ex-companheiro, Carlos Alberto Becker Ribeiro.

De acordo com a Polícia Militar, Thaís já tinha medida protetiva contra o ex-companheiro. A jovem morava em Joinville com Carlos Alberto e, após o término do relacionamento, voltou para Três Barras.
Naquela quarta-feira, ela soube que o ex havia viajado ao Planalto Norte e, para evitar conflitos, não compareceu ao trabalho. No entanto, ele perseguiu Thaís e Sônia, quando as duas estavam na rua.

Ao chegar em casa, no bairro São Cristóvão, em Três Barras, ele agrediu as duas com facadas: mãe e filha. Thaís morreu na hora e a mãe foi levada ao hospital.
O irmão das vítimas, na tentativa de salvar as duas, usou uma espingarda calibre 22 e disparou contra Carlos Alberto Becker Ribeiro e ainda lutou com ele. Chegou a ser ferido também.
Carlos morreu também no local. O irmão de Thaís se apresentou à polícia na mesma tarde assumindo que atirou em defesa da irmã e da mãe. Por isso, vai responder o crime em liberdade.
O delegado Rui Orestes Kuchnir destacou, portanto, que foram dois feminicídios seguido de um homicídio.

Nas redes sociais, muita revolta com a morte da jovem. “Que covardia, mais uma mulher jovem assassinada”, escreveu um internauta. “Até quando seremos atacadas por fim de um relacionamento?”, questionou uma mulher. “Conheci ela, muito querida. Meus sentimentos a família, que dor terrível”, escreveu outra.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »