15/12/2015 às 08h32min - Atualizada em 15/12/2015 às 08h32min

Oeste registrou alagamentos e nível dos rios preocupa

A forte chuva de segunda-feira causou alagamentos e queda de barreiras em vários municípios do Oeste. A situação havia melhorado na manhã desta terça-feira mas o nível dos rios continua preocupante. Se a chuva persistir devem ocorrer novos alagamentos. No início da manha o tempo estava nublado mas sem chuva.

Uma dos municípios mais atingidos foi Saudades, mas sem a intensidade das enxurradas de julho. Mesmo assim cerca de 50 famílias foram retiradas preventivamente, mas já retornaram para suas casas. O Rio Saudades subiu 6,40 metros acima do normal e atingiu 20 casas e estabelecimentos comerciais.

No interior pelo menos cinco comunidades ficaram ilhadas entre o final da tarde de ontem e a madrugada de hoje: Araçazinho, Taipas, Fátima, Maipuzinho e Bonito.

De acordo com o cabo Evandro Luiz Rios, comandante dos bombeiros da cicade, no início da manhã os rios já tinham retornado para suas calhas. Mas o rio Saudades continuava quatro metros acima do normal.

- Nossa preocupação é se chover novamente - afirmou Rios.

Houve alagamentos também nas cidades de Cunha Porã, Palmitos, São Miguel do Oeste, São Carlos, Mondaí, Maravilha e Caxambu do Sul.

Em Itapiranga o rio Uruguai já estava com 8,52 metros acima do nível normal às 8 horas. De acordo com informações dos bombeiros o rio havia subido 24 centímetros em uma hora. O principal acesso ao distrito de Sede Capela está interditado além do acesso para a Linha Dourado.

A partir dos nove metros a ponte do rio Macaco Branco, no acesso para a linha Becker, também ficará interditada. A previsão é que o rio ultrapasse os nove metros mas não chegue aos dez, a menos que volte a chover forte na região Oeste. 

Portanto a cidade de Itapiranga não deve ser atingida, pois começa a alagar após o rio subir 11 metros. No ano passado o nível chegou a subir mais de 14 metros.

Fonte: A Noticia


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »