09/12/2015 às 14h36min - Atualizada em 09/12/2015 às 14h36min

Justiça bloqueia R$ 1 milhão de ex-prefeito e mais cinco ex-servidores de Mafra

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) obteve na Justiça o bloqueio de bens no valor de R$ 1 milhão de Carlos Roberto Scholze, ex-prefeito de Mafra, e mais cinco pessoas – secretários municipais e servidores públicos -, por irregularidades na realização IV Festa do Peixe, ocorrida em 2004.

A ação civil pública de ressarcimento de danos ao Erário foi ajuizada pela 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Mafra a partir de relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que reprovou a contabilidade da festa e apontou o desvio de R$ 231 mil – que em valores atualizados chegam a R$ 1 milhão.

Segundo o Promotor de Justiça Rodrigo Cesar Barbosa, os recursos desviados eram provenientes do patrocínio e aluguel de espaços, da arrecadação com ingressos e de outras receitas. O bloqueio de bens tem o objetivo de assegurar o ressarcimento dos cofres municipais de Mafra em caso de condenação.

Além dos bem do Prefeito, estão indisponíveis bens da ex-secretária de Finanças, Veridiana Konkel Bertoldi, da ex-Secretária de Cultura, Regina Coeli Bastos Paluch, e dos servidores Mauro Oldoni, Lindomar José Ruchinski e Vânia Aparecida Dlugosz dos Santos. A decisão é passível de recurso.

Fonte: Jmais


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »