13/11/2015 às 08h59min - Atualizada em 13/11/2015 às 08h59min

Motorista de BMW envolvido em acidente com seis mortes será julgado no Planalto Norte

Será levado ao banco dos réus o motorista de uma BMW que se envolveu em umacidente e causou a morte de seis pessoas e deixou outra ferida no início de setembro de 2014, em São Bento do Sul, no Planalto Norte do Estado. Por decisão da 3ª Vara de São Bento do Sul, Milton Zanghellini Ruckl responderá em julgamento por seis homicídios e uma tentativa de homicídio. 

A data do júri popular ainda será agendada, mas o motorista tem o direito de apelar contra a decisão - ele chegou a ser preso, mas está em liberdade. Segundo a denúncia do Ministério Público, ele dirigia em alta velocidade e sob efeito de álcool, já que havia saído de uma festa horas antes do acidente. 

Conforme a investigação, Milton seguia na rodovia A-280 C (antiga SC-301), sentido a Rio Negrinho, quando foi fazer uma ultrapassagem, invadiu a pista em sentido contrário e bateu de frente com uma Ipanema, provocando a morte de cinco pessoas no local e de outra que morreu no hospital, além de ferir uma sétima vítima.

O motorista Nelson Nascimento, a esposa Adriana Linzmeyer e a filha Maria Eduarda Linzmeyer, de apenas um ano, morreram na hora. Também não resistiram aos ferimentos Wágner Felipe dos Santos, irmão de Adriana, e llair dos Santos, amigo da família. Roselindo Fragoso morreu no hospital.

Ao decidir levar o caso a júri, o juiz Luís Paulo Dal Pont Londetti anotou que Milton se recusou a receber atendimento médico.

—Vale lembrar que o acusado teve a oportunidade de, ainda que sem saber, produzir prova definitiva da inexistência absoluta de embriaguez, todavia, por razões desconhecidas, recusou atendimento no hospital local, ou, nas palavras dos bombeiros militares, "evadiu-se" — escreveu.

A defesa de Milton Zanghellini Ruckl tem divergências quanto às circunstâncias do acidente e argumenta que o motorista não tinha intenção de colocar vidas em risco.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »