13/09/2017 às 16h30min - Atualizada em 13/09/2017 às 16h30min

Estiagem prejudica início do plantio da safra de verão e deixa nível do rio Canoinhas em alerta

Há 24 dias sem chuva, Canoinhas está novamente sentindo os efeitos da estiagem. A Defesa Civil Municipal voltou a entrar em alerta porque o nível do rio Canoinhas está descendo – na manhã desta quarta-feira, 13, estava em 128 centímetros. De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), choveu no último mês 96.4 milímetros. A última chuva volumosa caiu em 20 de agosto. O Ciram/Epagri mostra o avanço de uma frente fria, mas que trará somente pancadas de chuva isoladas. “Por isso pedimos que a população já comece a ficar atenta ao consumo de água e à exposição ao sol e também ao ar que está mais seco. Crianças e idosos devem receber atenção especial”, alerta o coordenador da Defesa Civil de Canoinhas, Luizinho Witt.

A previsão do tempo não é nada boa. Até o dia 25, pelo menos, não há indicativo de chuva intensa. É por isso que a previsão do tempo já está prejudicando as atividades no campo. Segundo o secretário de Desenvolvimento Rural, Edison Kuroli, as pastagens estão prejudicadas porque não conseguem se recuperar e o trigo pode ser afetado. O início do plantio da safra de verão também não começou efetivamente porque o solo não tem umidade necessária. “Os produtores poderiam ter aproveitado porque não tivemos geada no tarde, para plantar feijão e milho no cedo para fazerem safrinha, mas isso não está sendo possível”, lamenta Kuroli.

Confira as recomendações da Defesa Civil por causa da baixa umidade do ar
Baixa Umidade Relativa do Ar: evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 16 horas. Umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, molhamento de jardins etc. Sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol, em áreas vegetadas etc. Consumir água à vontade. Fonte: OMS (Organização Mundial da Saúde).

Queimadas – Incêndios Florestais: atenção para o tempo muito seco que favorece o risco de focos de incêndio em áreas propícias. Não jogue bituca de cigarro nas margens de rodovias, não queime lixo doméstico e não faça fogueiras. Agricultor, não coloque fogo nas pastagens e lavouras. Ao avistar um foco de incêndio, avise imediatamente o Corpo de Bombeiros pelo 193.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »