10/02/2017 às 10h12min - Atualizada em 10/02/2017 às 10h12min

Operação da Polícia Ambiental combate Crime em Santa Terezinha

A guarnição da Policia Ambiental que realizava o rotineiro patrulhamento rural na cidade de Santa Terezinha, no dia 5 de fevereiro, foi informado por populares que na Fazenda PAROLIN existia uma serraria clandestina móvel. A guarnição deslocou imediatamente até o local supracitado e de difícil acesso. Ao chegar ao local, foi constatada a denúncia, existiam várias toras de madeira nativa como: Canela, Cedro, Peroba e Pindabuna, cortadas e algumas serradas, no local ainda haviam tratores, uma carretinha, uma serraria móvel(serra Fita),  uma moto serra, galões de combustível e uma maquina esteira escondida em um local de difícil acesso, foi encontrada ainda uma cozinha improvisada. A Guarnição constatou que existiam pessoas no local e ao perceberem a chegada da mesma, fugiram para mata fechada.

Diante dos fatos, a guarnição permaneceu no local e pediu apoio à guarnição PM de Santa Terezinha e Rio do Campo. A Polícia ainda contou com o apoio de Empresas da Região com guinchos plataforma e um caminhão muque para remover as toras de madeira e os demais materiais.

Durante os cinco dias da operação, a guarnição se fez presente no local para remover todas as toras de madeiras e madeiras serradas, que para segurança da guarnição, a mesma saia do local pela madrugada, retornando logo pela manhã, quem fez o trabalho de remoção foi o caminhão muque de uma empresa da Região. Enquanto a operação acontecia na Fazenda, a guarnição foi até uma serraria conhecida por “pintinhos”, no local foi constatado que a mesma descumpriu a ordem de embargo e foram encontradas madeira nativa serradas, sendo o proprietário mais uma vez notificado, madeiras removidas e serraria embargada.

A guarnição sofreu ainda uma tentativa de emboscada, onde foi cortado sobre a via uma árvore com a intenção de bloquear a passagem da guarnição, sendo esse bloqueio removido, dando continuidade a ocorrência.

A operação teve fim no dia 9 de fevereiro, no total foram apreendidos 26 metros cúbicos de madeira nativa serradas, 88 metros cúbicos de toras de madeira nativa, 2(dois) tratores, 1(uma) maquina esteira, 1(uma) serraria móvel(serra fita), 1(uma) moto serra, 1(uma) carretinha. A madeira foi doada para os Destacamentos de Santa Terezinha e Rio do Campo, Prefeitura de Santa Terezinha, APAD Santa Terezinha, Hospital de Taió, GEAT de Taió e uma ONG.

A serraria móvel(serra fita) e a máquina esteira foram apreendidas e deixadas no destacamento de Santa Terezinha e os 2(dois) tratores e a carretinha foram para o pátio do guincho em Rio do Campo.

Foram atuados duas pessoas físicas e uma jurídica, removido todo material e lacrado uma serraria por descumprimento de embargo, sendo valor aproximado de R$ 100.00,00 (Cem mil Reais) em autuação, cujo todos os envolvidos foram notificados a comparecer no Pelotão da Policia Ambiental de Rio do Sul.

AGRADECIMENTOS AS EMPRESAS LOCAIS: Só foi possível realização desse trabalho, pois houve grande colaboração da iniciativa privada, que são as empresas: PRESERVALE  de Rio do Campo, DECO Guinchos de Rio do Campo, Guinchos PIJURA de Santa Terezinha, HCR de Taio e Hotel do BATUTA de Santa Terezinha.

AGRADECIMENTO GUARNIÇÕES DE RIO DO CAMPO E SANTA TEREZINHA: A colaboração dos irmãos de farda fez com que o trabalho da guarnição ambiental fosse concluído com sucesso, os policiais dos destacamentos de Rio do Campo e Santa Terezinha não mediram esforços para auxiliar a guarnição ambiental, onde arrumaram alimentação, veículos de transporte, local para o pouco descanso, também, todos sempre proativos ficando além do seu horário para prestar segurança e ficando sempre a disposição. Nosso Agradecimento aos POLICIAIS MILITARES Do destacamento de Rio do Campo sendo: Sd Drozdek,  Sd Diego, Sd Schad e Sd Boeri e aos POLICIAIS MILITARES do destacamento de Santa Terezinha sendo: Sgt Mariano, Sd Gomes e Sd Roni.

Fonte: 3º Pelotão da 2ª Companhia do 1°Batalhão de Polícia Militar Ambiental-Rio do Sul - SC 

 

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »